PESCARIA NA AMAZÔNIA? DICAS DO QUE LEVAR.

Ir pescar na Amazônia é um sonho de qualquer pescador. Nas vezes que fui em cada uma delas aconteceram momentos diferentes, a Amazônia simplesmente me encanta. Faltando 01 semana antes da viagem a ansiedade aumenta mais ainda, você fica pensando e até sonha qual será o tamanho do peixe que vai ser ferrado, melhor quando é de 02 dígitos, este é o sonho de qualquer pescador.

Quando estamos ajeitando a tralha de pesca devemos separa o melhor material possível, não que seja uma regra, mas devemos ir preparado para a hora que o peixe bater na isca e não perder a ferrada porque o seu sonho de 02 dígitos pode estar ali.

Nas pescas que já tive o prazer de ir sempre foram realizadas com barco hotel na região acima de Barcelos e também em Santa Isabel do Rio Negro.

Curiosidade sobre o Rio Negro ele passa pela Colômbia, Venezuela e Brasil, a maior parte do seu percurso fica no Amazonas. As pescas são realizadas no rio e lagoas, um dos peixes mais desejados da pesca esportiva esta lá, sendo ele o TUCUNARÉ-AÇU.

A pesca de Tucunaré é umas das pesca mais emocionantes no meu ponto de vista, devido à briga e sua esportividade. Nos rios da Amazônia existem 04 espécies de tucunaré, sendo eles: tucunaré borboleta, o tucunaré popoca, o tucunaré paca-açú e claro, o tucunaré-açú, que pode chegar a pesar cerca de 13 kg.

Mas não é só atrás dos Tucunarés que nós pescadores estamos em busca, ainda temos as Piraíbas, Pirarara, Aruanã entre outras espécies.

Para a pesca do TUCUNARÉ-AÇU que é a pesca que eu mais prático a tralha que eu separo para levar na maioria das vezes é:

*Varas de 5’8” à 6’0” ação média e rápida, leves de carbono, a libragem de 20-25lb, em média umas 08pçs;

*Linhas multifilamentos 50lb 8X, cores escuras e claras, carretel de 150 à 300m, fluorcarbon de boa qualidade de 50lb;

*Carretilhas de perfil baixo, com velocidade 7.1:1 e 8.1:1, leves que comportam pelo menos 80m de linhas multifilamento de 50lb.

*Isca artificial de superfície tipo hélice como as High Roller, Devassa e Woodchopper são as minhas preferidas, mas também uso Zara, João Pepino, Curisco, Brava, Borá, X-Rap, Rei do Rio e Raptor, etc.

Utilizo isca de hélice quando vou atrás do TUCUNARÉ-AÇU, ele se irrita com o barulho da isca, a melhor sensação é quando arremessamos a isca e ela “cai” na boca do peixe nossa é uma das melhores sensações do mundo, lógico também podemos arremessas 10 vezes e ele só entrar na 11° acontece também, mas o importante é não desistir nos primeiros arremessos.

Ir pescar na Amazônia sem levar as iscas João Pepino, Zara, Curisco, Borá do Nelson Nakamura, as Bravas, Rei do Rio, Jig e Raptor da Marine Sports, pois mesmo você tendo muita prática com as Hélices podem ocorrem várias mudanças no decorrer da pesca, por exemplo, se o Tucunaré estiver manhoso temos que utilizar os Jigs. Mas o tamanho das iscas que sempre utilizo são 9 a 11cm.

Quem tiver uma oportunidade de ir pescar na Amazônia não a deixe passar, pois para quem gosta de pichar iscas artificiais a Amazônia é o lugar apropriado é aonde você tem maior chance de pegar um bocudo de 02 dígitos.

Essas foram algumas dicas de tralha que eu levo para ter uma pescaria de sucesso. Quanto às cores das iscas vai muito da opinião de cada pescador, pois não temos como saber qual cor estará dando certo naquele dia, mas leve quantas puder para garantir. Lembre-se nós só temos que separar o peixe d’água.